Para ver, ouvir e lembrar… Engenheiros do Hawaii

Há 22 anos atrás, nos corredores da Faculdade de Arquitetura da UFRGS, nascia o embrião daquilo que mais tarde seria reconhecido como uma das maiores bandas do Brasil.

A crítica malhou, não se cansou e até hoje muitas vezes ainda não aceita. 

O público se apaixonou, fez da banda um time do coração e levou adiante as idéias de Humberto Gessinger e Cia.

O Engenheiros do Hawaii vem embalando gerações, ano após ano, hit após hit, e mesmo com uma certa “aversão” à mídia-fácil, permanece construindo uma história de dedicação e amor à sua própria história.

A banda há tempos não é mais a mesma, diversos músicos acompanharam Gessinger nessa jornada, apesar da formação Gessinger, Licks & Maltz ainda levar a fama de “a grande formação”. 

Alguns puristas vão mais longe, dizem que até o disco “Filmes de Guerra, Canções de Amor” – último disco como trio – Engenheiros ainda era uma banda. Depois disso, alegam ter se tornado apenas “Gessinger Solo”.

Dos dezoito álbuns oficiais do grupo, “A Revolta dos Dândis” (1987), O Papa é Pop” (1990), “Gessinger, Licks&Maltz” (1992), “Filmes de Guerra, Canções de Amor” (1993),  “Simples de Coração” (1995), “Minuano” (1997) e Surfando Karmas&DNA (2002) são discos emblemáticos, do som, passando pelo conceito dos álbuns até os acontecimentos e transições “fotografados” no momento.

O álbum “O Papa é Pop”, por exemplo, vendeu mais de 500.000 cópias, um número surpreendente para uma banda que manteve por anos a fio a média de 100.000 cópias vendidas, por disco.

Atualmente Gessinger (que agora toca baixo, violão, viola caipira, harmônica, bandolin e piano) é acompanhado por Fernando Aranha (Guitarras e Violão), Gláucio Ayala (Bateria e Vocais) e Pedro Augusto (Piano).

O mais recente trabalho da banda, o acústico “Novos Horizontes” (2007) é uma espécie de “registro dos acontecimentos” da turnê do penúltimo lançamento, o Acústico MTV (2004), e traz uma banda flertando com novos timbres e roupagens para inéditas e antigas composições. Um DVD caprichado foi lançado junto com o CD.

Para lembrar um pouco a “clássica formação”, vale assitir a esse vídeo tirado de um especial da Rede Globo, em 1991. Essa turnê, segundo Gessinger, mostrava uma banda em plena forma, o auge técnico do trio.

Com uma letra mais do que atual, Muros&Grades é uma das mais belas canções da música pop nacional em todos os tempos.

Aqui faz bater o coração.

Bom som e um abraço, Antonio Rossa

 

Site Oficial: www.engenheirosdohawaii.com.br 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: