Canja Rave – Turnê EUA 2008: Diário de viagem.

Em frente ao Lager House - Detroit - Onde o The White Stripes começou.

Lager House - Detroit - Onde o The White Stripes começou.

Uma das bandas mais bacanas do cenário “independente” nacional, a Canja Rave, realizou a sua primeira turnê internacional. A dupla Paula Nozzari e Chris Kochenborger aterrisou na terra do Tio Sam levando o seu som simples e pesado para novos e sedentos ouvintes.

 

Pra quem pensa que os shows foram apenas para brasileiros despatriados, ledo engano! A Canja fez o público norte-americano pular ao som do “Brazilian Rock”.  

 

Abaixo segue um relato dessa turnê especial da Canja Rave, escrito pela própria banda:

 

Após seis meses de um árduo trabalho na internet, finalmente conseguimos viabilizar a primeira turnê internacional. Acabamos conhecendo mais de 20 cidades e fizemos um total de 13 shows de costa à costa dos Estados Unidos.

 

Dividimos o palco com outros duos, bandas de variados estilos e diferentes formações. A nossa sonoridade crua e pesada foi muito bem aceita pelo público americano e a volta para os Estados Unidos, para uma segunda turnê, provavelmente será bem antes do que nós imaginávamos.

 

A turnê começou dia 2 de julho de 2008 em New York, no The Annex contando com presenças ilustres como a de Tonho Crocco da banda Ultramen. Fomos por terra até Chicago. A primeira parada foi dia 04 para tocarmos em Yongstown, Ohio, no Cedars Lounge no mesmo palco que o Ramones já tocou.

 

Dia 5 foi a vez de pegar a “vibe” da cidade do motor, Detroit –  a cidade do rock!! Foi um show incrível, talvez o mais barulhento da turnê e o mais inspirado também. Talvez pela forte identificação com a cidade.

 

Dia 6, em Southgate, cidade satélite na “Grande Detroit”. Dia 7, a Canja Rave tocou na capital do estado do Michigan, em Lansing, no Macs Bar (também cenários de muitos shows importantes).

 

Dia 8 foi o dia de recarregar as baterias e passear em Paw Paw na região do Lago Michigan.

 

Dia 9, com todo o gás, show em Chicago, no Ronnys Bar. Cidade incrível, também do rock, público eufórico, muitos cd`s vendidos!

Metrô em Chicago.

Metrô em Chicago.

 

 

Dia 10, agora de avião, chegamos em San Francisco, Califórnia. Primeiro show em Oakland, no Stork Club, palco também batizado por muitos, como o Green Day, por exemplo. Dia 11, Davis, tocamos no bar mais importante da cidade, G Street Pub.

 

Dia 12, tocamos no lugar mais exótico da viagem, na região de Mendocino, em Caspar. O bar tinha 50 anos, mas o prédio mais de 100… Jonh Lee Hoocker e The Byrds também já passaram por lá.

 

Dia 13 foi a vez de Santa Rosa, ainda na Califórnia, na The Last Record Store, uma loja de discos excelente, público de todas as idades, único show que havia várias crianças.

 

Dia 14, show em Sacramento, a capital da Califórnia, o show foi no bar da cidade, o Club Pow. O dia mais quente de todos e o único que, além de muitos americanos, contou com um significativo número de brasileiros.

Show em Sacramento.

Show em Sacramento.

 

 

Dia 15, o último show, em San Francisco. Cidade muito bonita, pessoas modernas e descoladas!!

 

Dia 17 de julho, seguimos de volta para o Brasil dando início a turnê nacional, fazendo o lançamento do CD “Da Canja à Rave” nas principais capitais do país.

 

Beijos e abraços, Paula e Chris.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: