O power-trio catarinense Yer lança uma amostra do petardo que virá!

 

Quando o assunto é observar a música independente de SC como um todo, é visível que ainda falta um bom caminho para nos consolidarmos como uma cena integrada. Temos alguns pólos de produção, porém cada um em sua órbita, sem nenhum centro agregador.

 

Nós falamos da cena musical catarinense, mas quantas bandas você conhece, por exemplo, de Joaçaba? E de Tubarão? Poucas , nenhuma?

 

Apesar da internet permear todo esse meio, algumas fronteiras, mesmo que virtuais, ainda não foram derrubadas.

 

Com os trabalhos da Transitoriamente, junto com a Contracapa DC de Marcos Espíndola, o blog Mundo47 de Rafael Weiss, o Orelhada de Rubens Herbst e a Esquerda Festiva de Ulysses Dutra, foi possível vislumbrarmos com mais clareza alguns novos horizontes em relação à musica independente produzida aqui estado.  

 

O Clube da Luta, projeto de música independente em Florianópolis, fez algumas investidas interessantes, mas nada que pudesse ser visto como uma tentativa de agregar a música catarinense como um todo. Ainda é um projeto fechado, local, aparentemente com mais planos internos do que externos, apesar de alguns excelentes frutos já conquistados.

 

De qualquer maneira estamos trabalhando para deixar a nossa cultura cada vez mais próxima de nós mesmos, trazendo a tona alguns bons projetos que nascem e se desenvolvem em solo Catarina e assim poder levá-los ao conhecimento do público em geral.

 

Márzio Lenzi, guitarrista do Lenzi Brothers, deu a dica e eu assinei embaixo.

 

Yer (clique aqui para ouvir), este é o nome do coquetel molotov vindo da Serra Catarinense, mais precisamente de Lages. 

 

Com as raízes plugadas no mais ardente rock´n´roll, o trio lageano apresenta em seu myspace uma jam session (gravada há poucas semanas) de arrepiar a cabeleira. Essa é apenas um aperitivo do novo trabalho que a rapaziada já está preparando no seu próprio estúdio, recém inaugurado.

 

Meta lenha no forno, segure-se no vagão e terás uma verdadeira locomotiva morro abaixo. Fico feliz em ver o rock´n´roll lageano saindo pra fora da cerca imaginária repleta de Pinus elliotis.

 

Formado por Fabiano Melo (Guitarra e Vocal), Guilherme Pitt (Bateria) e Maurício Melo (Baixo), este power-trio revela-se como uma boa promessa rock´n´roll aqui no estado.

 

Não preciso nem dizer que as influências setentistas dão o tom do trabalho, mas é importante frisar que os caras espremeram o melhor suco desse bagaço.

 

O EP “CHEERS MATE”, lançado em 2006, recebeu resenhas positivas, sendo destaque como notícia principal no portal Senhor F (Brasília) e na extinta coluna Rockline (Tribuna Catarinense), como consta no release da banda.

 

A capital da serra foi sempre um ótimo celeiro de bandas de metal, mas têm poucos representantes atuais de peso no rock e em tese nenhum no pop. Está mais do que na hora de Lages e a serra colocarem alguma banda de destaque na roda dos festivais, na mídia e no ouvido das pessoas.

 

Lenzi Brothers, Orquídea Negra e Expresso Rural já são hors concours e não entram nessa escala.

 

Bom, eu vou deixar uma dica de amigo: ouça Yer!

 

Bom som e um abraço, Antonio Rossa

 

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: