Feira do Vinil e The Heartfakers em Floripa

 vinil-7blog

Amanhã mesmo pode aparecer uma publicidade agressiva dizendo: a partir de agora a nova tendência são os discos de farinha ou de papel.

 

Fomos engolidos pela tendência da música digital, sim, nós dos países hoje ditos emergentes, fomos quase que forçados a acreditar nas maravilhas do CD e nos “defeitos” do LP. A maioria não conseguiu entender o lado oposto disso também, ou melhor, não nos foi informado isos de maneira clara.

 

É engraçado – e talvez não tão engraçado assim – que lá fora, principalmente na Europa, os discos de vinil continuaram a sua saga, sendo que muitas bandas lançaram e lançam seus trabalhos em CD, DVD e Vinil.

 

Tudo bem, é muito mais simples e fácil você carregar um disquinho ou um I-Pod, mas o vinil também tem suas particularidades, texturas e sonoridades que até então só o bolachão consegue produzir. Fora o amplo espaço para comunicar a arte, a fotografia e as letras.

 

vinil-4blog

 

Por essas bandas da América do Sul seria tão improvável imaginar a presença do CD e do Vinil no mesmo mercado quanto estradas de ferro e rodovias. Parece que nos países economicamente mais pobres duas coisas não podem (ou não conseguem) coexistir. Ou uma ou outra, e só.

 

Mas a história vem mudando, parte devido às mudanças na economia desses países, parte por causa de um maior esclarecimento da população, que mesmo longe do ideal caminha a seu próprio tempo.

 

vinil-5-sofa-meninablog

Neste último sábado (07.02) foi realizado no centro de Florianópolis, no Taliesyn Pub, mais uma edição da Feira do Vinil. O que antes parecia apenas uma reunião de saudosistas ou amantes de quinquilharias e peças de museu, hoje parece estar ganhando novo fôlego, já que jovens, adultos e idosos vem mostrando grande interesse pelos long players. Não é a toa que a Polysom, fábrica de discos de vinil no Rio de Janeiro, reativou sua produção. O mercado voltou a se aquecer.

 

A casa estava lotada, gente de todas as idades estavam compartilhando idéias e gostos, além de que umas 30 pessoas ficaram de fora esperando a casa liberar a entrada. Nenhum problema, já que do lado de fora a rapaziada improvisou um som, com gaita de boca e flauta e acompanharam os sons da banda oficial do evento, a grandiosa The Heartfakers.

 

Essa mistura de sons ganhou as ruas do centro da capital catarinense e deixou uma questão: Por qual motivo o povo não volta a ganhar as ruas nas tardes de sábado? A cidade fica mais viva e muito mais bonita. Vão esperar o Prefeito falar alguma coisa? Provavelmente nada irá acontecer.   

 

daca-blog

 

Provavelmente na próxima edição do evento será necessário escolher um local um pouco maior, ou fazer ingressos limitados e estender o evento por dois ou três dias. O Taliesyn Pub é um lugar muito charmoso e tem tudo a ver com o clima do vinil.

 

Voltando aos vinis, muita gente está tirando a poeira dos seus toca-discos e fazendo o LP´s girarem. O mais interessante disso é que não há ali apenas um olhar do passado, mas uma linha para o futuro. É só você ver o quanto de bandas atuais, e são milhares, tentam simular os sons valvulados e dos LP´s em suas gravações digitais. É um ponto a se levar em consideração.

 

THE HEARTFAKERS

 

The Heartfakers (ouça aqui) foi a banda escolhida para mais essa edição da Feira do Vinil, e fez muito bonito. Não me parece exagero afirmar que este quinteto florianopolitano tem todas as credenciais para ser uma das melhores bandas cover de blues do Sul do País.

 

the-heartfakers-blog

 

Formada por Rodrigo Daca (Vocal), Marcelo Peixoto (Bateria), Fernando Lapolli (Guitarra),  Paulo Valério (Guitarra) e Marcos Ruiz (Baixo), essa rapaziada mostra talento e “tino” na execução de clássicos dos blues.

 

Mais do que eu falar aqui, eu sugiro a você que guarde esse nome e fique atento à agenda da banda. Para quem gosta de blues é um prato cheio com direito à sobremesa, para quem não é muito ligado ao som do Mississipi, pode ser que saia do show pensando um pouquinho diferente.

 

pedal-heartfakers-blog-pedal

 

 

 

Enfim, foi uma bela tarde de sábado, repleta de gente bonita, bem informada e ainda por cima ao som dessa grande surpresa chamada The Heartfackers. Acredite em mim e não perca a próxima!

 

Um abraço, Antonio Rossa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: