Lunático, eu?

NASA

O homem “chegou” à Lua há 40 anos e aqui embaixo ainda tem gente miserável, em condições de vida humilhantes e sub-humanas.

Não dá para negar que  1,2 bilhão de pessoas sentadas em frente aos seus televisores preto e branco tem um tom épico e grandioso na nossa história. Além disso, existe essa ânsia humana em querer descobrir, encontrar respostas, então esse fato consegue preencher um pouco essa nossa lacuna natural.

O paradoxo entre essas conquistas e a situação dos famintos da África, por exemplo, é que tornam esses espetáculos da tecnologia e da ciência algo insonso e sem gosto em alguns momentos.

Sim, é inegável as inúmeras conquistas no campo das ciências desde que o homem foi ao Espaço. Da Aviação à softwares para detectação de doenças cardiovasculares, passando pelos tênis de última geração, aparelhos sem fio, lentes a prova de riscos, purificadores de água cada vez mais sensíveis, materiais mais leves e resistentes, entre outros.

A questão é que para grande da população mundial, a água continua escassa e muitas vezes contaminada, os pés estão descalços, o acesso aos hospitais é ainda difícil e a fome atinge um número inimaginável de pessoas, incluindo crianças em tenra idade.

É justamente esse tipo de contradição que faz com que tamanho empenho e suas conquistas não sejam verdadeiramente um grande passo para a humanidade, mas um grande passo para um pequeno e sortudo pedaço da humanidade. São coisas diferentes, e há um subproduto triste, miserável e oneroso nisso tudo.

Ah! O homem pisou ou não na Lua? O Lula e o Sarney devem saber.

Um abraço, Antonio Rossa

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: