A mágica realidade dos números

 

números

Os números sempre me fascinaram, como se fosse possível escrever o universo com infinitos algarismos, ou até mesmo como uma filosofia numérica. A beleza e a comunicação de cada conjunto numérico.

O número de horas para você encontrar alguém, de dias pra sair dali, de beijos que você já deu, de quilômetros que separa a parte física do amor. Tem também o número de óbitos, de nascimentos e de mentiras no Senado. Nem sempre os números dizem tudo, porém sempre dizem algo.

Acima você pode observar uma dessas “mágicas” realidades numéricas, uma combinação de hora e data em relógios e calendários, que resultou em uma sequência no mínimo curiosa: 123456789. Às 12h34m56s – o dia 7, o mês 8 e o ano terminado em 09 completaram a seqüência, como foi dito no site G1 (clique aqui em leia a matéria).

Certa vez, há alguns anos atrás, fiz uma análise humorada dos números, e que foi assim:

Que coisa, hoje acordei e mais uma vez parece que sonhei com números. Quem dera eu lembrasse quais eram, seria uma chance minha na Loteria? Um recado Divino? Alguma data que eu deveria prever? Algo que eu deveria esquecer? Os números estavam lá, e eu não sei muito bem o que fazer com eles. Sim, lembro do 7, mas e depois? Será que vinha o 6 ou 1. Talvez nenhum desses.

De qualquer maneira, quero colocar aqui o que eu sinto a respeito dos números, de improviso, sem restrições.

Acho o 6 bem humorado e barrigudo. Sempre imaginei a frente como a esquerda, então ele está de costas, por essa análise, como o 4, que me traz certo conforto, como uma cadeira invertida – e depende do desenho – um par de pernas cruzadas.

O número 2 me lembra gatos, sei lá por qual razão. Gosto do 2, mas não gosto muito de gatos. (Obs.: Hoje tenho 2 lindos gatos).

O 8 traz toda a pompa do infinito, de não ter um “escape” em si, a bola do jogo. O 7 me parece moderno e o 1 tem um lance divino.

O 3 pode até parecer uma metade do 8, porém ele também tem um aspecto montanhoso, de paisagem.

Para mim o 5 seria primo irmão do 2, mas com um aspecto de segurança, um cabide para as idéias. Já o 9, além de um giro no 6, tem uma queda sofisticada, uma deixada charmosa. Eu gosto dos números e ainda não vi ET´s”. Antonio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: