Uma ferrugem articular…

Imagine seu corpo entregue ao próprio peso, sedentário, como um rio parado e sem vida.

Você pode sentir algumas dores, mas certamente sentirá ainda mais quando passar a mover seu corpo em um exercício físico, por exemplo.

Você leva seu braço ao lado oposto e sente a limitação se impor. O chão parece distante demais quando seus braços tentam tocá-lo e então você dobra os joelhos na tentativa frustrada de não se frustrar.

Não tente mentir para as suas articulações!

Com o conhecimento as coisas são de certa maneira assim. Ficar parado pode lhe dar a sensação de que tudo está bem, apenas uma dorzinha aqui e outra ali, alguns analgésicos de ocasião e vida afora.

A partir do momento em que você começar a vasculhar novas ideias é bem provável que opostos saltem, além de toda a infinitude desse intervalo. Não há garantias que misturas improváveis não venham a aparecer, e os resultados, bom, os resultados certamente não serão aqueles tão previsíveis como a programação da Rede Globo.

A mente das verdades absolutas e das certezas cegas é uma espécie de ferrugem articular. Desconfie, levante o tapete.

Ficar na zona de conforto ou confrontar a zona?

Antonio Rossa

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: