DCE UFSC, Sociedade Soul e uma celebração da cultura

Estamos no CSE da Universidade Federal de Santa Catarina, é uma quinta-feira a noite. Faz um clima muito agradável e pelo menos mil pessoas movimentam-se próximo ao palco onde a banda catarinense Sociedade Soul estará em alguns minutos.

O público ainda está disperso, porém há uma áurea no ar dizendo que a noite promete.

Gabriel Portela, do DCE, já aqueceu o público com um cardápio certeiro de boas músicas. O cicerone sabe muito bem que o quarteto funk/soul mais famoso de Santa Catarina está ávido para mais uma vez tocar nos ares da UFSC, local que inegavelmente já é um ponto central de arte e cultura em Florianópolis, fato este bastante incentivado pelas mais recentes gestões do DCE.

Antes mesmo do show começar já conversei com pelo menos uma dúzia e meia de pessoas. A multiculturalidade é plena, há punks, metaleiros, descolados, patricinhas e hippies. Tem muito mais gente, até os ditos normais.

É fato observar que estamos num verdadeiro ambiente democrático sem as alcunhas intimidadoras de certas casas noturnas.

Pense bem, é um local aberto, aparentemente vulnerável a ações de violência, mas o que se vê é tranquilidade e respeito imperando como se ali um espírito maior desse as cartas.

Ajeite a câmera! A Sociedade Soul já está no palco e a movimentação do público indica que junto ao primeiros acordes o balanço fará as honras da noite.

Impecáveis, certeiros, uma banda de alto nível capaz de levantar públicos em diversos locais desse grande Brasil. Comprovado.

Não lembro de ter visto em Florianópolis, pelo menos entre bandas independentes, uma integração espontânea entre público e banda com tamanha sintonia.

Quem estava lá sabe bem o que eu estou falando.

A arte e a cultura de Florianópolis encontraram na UFSC um espaço capaz de alimentar parte do apetite cultural da juventude. Também não é de hoje que existem pessoas tentando proibir festas no Campus, o que num primeiro momento mais parece um retrocesso do que um avanço.

Esse assunto eu ainda pretendo discutir melhor.

Foi uma noite para guardar na memória… E no coração.

Antonio Rossa

2 Responses to “DCE UFSC, Sociedade Soul e uma celebração da cultura”

  1. Foi um dos melhores shows da minha vida. Comentei isso com a banda no fim do show. Pois o quarteto concordou! Ver as pessoas cantar, pular e dança ao som do seu trabalho autoral é o “sucesso”!

    Sem dúvida a UFSC é um espaço o qual não pode ter restrições para as manifestações culturais.

    Abraço!
    André FM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: