Califaliza: Uma pausa e uma corrida

A banda catarinense Califaliza acabou de colocar na rede o seu primeiro videoclipe, do single “Só o começo”.

O material contou com a direção de Gustavo Dogo e Breno Turnes, e traz a banda num cenário simples e envoltos em projeções filmados pela própria banda.

Tal simplicidade casou muito bem com a proposta do quarteto, que era a de mostrar a banda em ação, sem enfeites declarados, e ao mesmo tempo não perder os detalhes e o acabamento que um audiovisual bem feito pode oferecer.

Vale ressaltar a imponência do single, que sustentou pegada, melodia e boa qualidade de gravação.

O Califaliza trabalhou em silêncio no último ano e agora está mostrando os resultados dessa “incubação” criativa. O grupo prepara também o lançamento do seu primeiro EP, que já está finalizado.

Abaixo você confere uma entrevista com a banda, exclusiva para o Transitoriamente, e o videoclipe.

Bom som e um abraço,

Antonio Rossa

TM: O primeiro EP já tem data de lançamento? Como foi o processo de gravação desse trabalho?

Califaliza: O EP será lançado em janeiro de 2011, com 06 faixas. O processo de gravação foi rápido, já que estávamos com as músicas prontas e cada integrante sabia o que fazer. Optamos por fazer a gravação no home studio do Daniel Zolten, que é um cara envolvido com o cenário underground de Florianópolis há bastante tempo. Não queríamos que as músicas soassem muito produzidas, pois ficaria artificial, o que não combina com a gente. Utilizamos bateria acústica e buscamos timbres mais orgânicos nas guitarras e baixo. Conseguimos, assim, uma sonoridade mais visceral e direta.

TM: É verdade que vocês passaram por um período de “incubação”? Como funcionou isso?

Califaliza: É verdade, ficamos um ano afastado dos palcos. Percebemos que a banda não evoluía, só que ao invés de culpar casas de show, público, etc… A gente resolveu focar em nós mesmos a mudança. Resolvemos, então, sair de cena e se tornar uma banda de verdade. Começamos a usar como referência não só bandas underground locais, mas clássicos como Black Sabbath e Ramones. Um fato que ajudou a definir a identidade da banda foram as bandas novas que se destacaram nesse período, pois o som das paradas de sucesso era exatamente o que não queríamos. Foi uma época meio tensa, já que a gente tava ávido por fazer show. Mas no fim valeu a pena e estamos descarregando toda essa energia agora!

TM: Por que uma banda deveria gravar um clipe? Qual a ideia por trás do clipe “Só o começo”?

Califaliza: Exposição. Permite que pessoas que não assistiram a banda ao vivo vejam o seu caráter e proposta, é uma forma de expressão que vai além do que a mera filmagem de um show ao vivo. A ideia do videoclipe de SÓ O COMEÇO é fazer a performance da banda gritar na tela. Queríamos conciliar uma produção em alta definição com imagens distorcidas e não tão obvias. Foi determinante para conseguirmos isso a forma como os diretores Gustavo Dogo e Breno entenderam a postura da banda, incorporando a nossa pegada punk em todas as fases da produção.

TM: Como o Califaliza pretende se sustentar no cenário musical?

Califaliza: Formando público. Este é o único caminho. Queremos criar uma base sólida aqui em Santa Catarina, pois ao contrário do que muitos dizem, aqui há espaço para o rock, só falta ser ocupado de forma mais freqüente e com mais qualidade. Sustentabilidade envolve não ficar esperando as coisas acontecerem com a banda, mas fazer elas acontecerem. Por tal motivo, lançamos o novo myspace, depois o clipe e ainda estão por vir o EP e site oficial da banda. É preciso criatividade, ir atrás de casas de show diferentes, ter um material de qualidade e trabalhar com apoios de verdade, para que o público faça questão de pagar pelo trabalho, e não só dê uma ajuda por caridade.

Advertisements

2 Responses to “Califaliza: Uma pausa e uma corrida”

  1. Salve Antonio, valeu pelo espaço e elogios. Grande preza ter esse espaço pra banda no teu site, ainda mais pouco depois de tu postar um vídeo do Mark Knopfler, grande ídolo haha

    grande abraço

  2. transitoriamente Says:

    Guilherme. Blz?
    Foi uma constatação.
    Bons trabalhos merecem reconhecimento.
    Um abraço,
    Rossa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: