Objetividade em troca de subjetividades tolas

Tenho ficado cada vez mais horrorizado com aqueles testes no site de relacionamentos Facebook chamados “Quiz”.

Qual filme você é? Que doença você morrerá?

Dia desses resolvi entrar nessa e ver o que ocorria, afinal de contas eu precisava saber a minha doença futura. Conta outra, vai!

As perguntas são incrivelmente bem moldadas para você deixar lá preciosas (e objetivas)  informações que irão alimentar excelentes cruzamentos de dados que voltarão para você em forma de propagandas cada vez mais diretas e precisas.

Não tenho nada contra “Pesquisas”, inclusive estudei Administração na universidade, e esse tema era objeto de estudos. O ponto aqui é em relação à forma e a omissão de objetivos.

Por exemplo: Quando alguém lhe irrita você:

a) Diz tudo bem, isso passa.

b) Você enche de porrada e manda pra $%$#@

c) Compra algo para ficar mais tranquilo

Eu não irei discorrer aqui sobre a filosofia do “Quiz do Facebook”, apenas quero alertar você a não dar suas informações de forma tão objetiva em troca de um punhado de subjetividades duvidosas e de um humor bastante questionável.

Está preocupado? Vá a um laboratório e faça um hemograma, será provavelmente mais preciso.

Que tal ligarmos o sinal de alerta?

Um abraço,

Antonio Rossa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: