Antes lixo, agora luxo

A herança do capitalismo pode ser melhor vista nas cidades e seus arranha-céus, nos olhos atônitos diante de um novo lançamento, nos produtos revolucionários e quase mágicos, nas tendências e na fotografia mental do homem pisando o solo lunar.

Do outro lado da moeda o descarte colocou-se como a pós-lógica do sistema. Usa-se e descarta-se. Simples assim.

O que seria do capitalismo atual se cada pessoa remendasse um produto até seu fim inevitável? Sapatarias e alfaiatarias hoje parecem museus, já que o sistema favorece o descarte ante o recondicionamento.

O funil da sobrevivência estreita-se cada vez mais, é preciso sobreviver diante da avalanche que premia o acúmulo e os comportamentos predatórios.

Deus, em tese, foi quase sucumbido ao poder das parcelas infinitas. O desejo e sua consequente frustração passou a ser a real lógica.

Eis que no lixo esquecido, e que apodrece a céu aberto, um clarão de arte resplandece feito sol em fungos.

O premiado artista-plástico brasileiro Vik Muniz é um dos protagonistas de Lixo Extraordinário, documentário dirigido por Lucy Walker e que tem num dos maiores aterros sanitários do mundo, 0 Jardim Gramacho (Rio de Janeiro), seu centro.

Apenas assistindo ao trailer (acima) já é possível imaginar a que se destina tal documentário, além da capacidade de discussão humana e ambiental que este material poderá gerar.

Um filme já merece ser premiado quando, mesmo sem ainda você o ter assistido, já é possível imaginar enredos e a inexistência de um fim.

Quando dizem que o futuro está sendo jogado no lixo, isso não me parece mera bobagem.

Antonio Rossa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: