Archive for April, 2011

Aquiles Priester & Dream Theater

Posted in musica with tags , , , , , , , , on 26/04/2011 by transitoriamente

A concorridíssima vaga para o posto de baterista da banda norte-americana Dream Theater, deixada pelo legendário Mike Portnoy, foi disputada por sete bateristas, incluindo o brasileiro – e parceiro da Transitoriamente – Aquiles Priester (Hangar).

Até onde sei o novo baterista já está gravando o que será o novo material do DT, desde janeiro último. O resultado ainda é uma incógnita.

Thomas Lang, Virgil Donatti, Mike Mangini, Marco Minnemann, Derek Roddy, Peter Wildoer, além de Aquiles, foram os nomes por trás dessa grande disputa que recentemente ganhou um belíssimo e épico trailer (abaixo). Os episódios desse trailer já começaram a aparecer no youtube (clique aqui).

Qualquer uma dessas feras certamente fará jus ao posto, porém não posso deixar de dizer que a minha torcida é pelo Brasil, ou seja, Aquiles Priester.

Antonio Rossa

Leandro Chaves e sua “Aldeia”

Posted in Talentos Catarinenses with tags , , , , , , , , , , on 23/04/2011 by transitoriamente

Ainda existe arte longe dos computadores, em alguma aldeia por aí.

“Aldeia” é o nome da primeira exposição do artista plástico catarinense e premiado diretor de arte publicitária Leandro Chaves.

No último 18 de abril Lelê, como é conhecido, lançou sua exposição no Shopping Itaguaçu, em Florianópolis.

As oito esculturas em cerâmica, que compõem a exposição, mostram um diálogo social e antropológico do artista com o estilo de vida e suas percepções em relação à Guarda do Embaú, no litoral catarinense, onde também mantém seu ateliê.

Nesse momento nota-se certos fundamentos pelos quais a verdadeira arte se impõem diante da onipresente indústria cultural.

Em tempos de arte “bem feitinha”, Lelê desafia a estética previsível, as facilidades tecnológicas e nos oferece uma nova visão até mesmo sobre a relação do homem com a ideia da escultura.

“Trabalhei durante 4 anos até o momento em que os personagens tomaram forma. Não havia data, prazo, nem pressão. Foi algo completamente diferente da minha realidade dentro de uma agência de publicidade”, relata Lelê.

Os personagens da “Aldeia” instigam por suas originalidades, por suas estéticas e dimensões, mas principalmente por sua “dose de humanidade”. Sim, as esculturas parecem ser dotadas de vida própria, e suas expressões são um convite a uma observação mais cuidadosa.

“Essa minha arte é uma forma de eu estar mais perto de mim, da minha terra e da minha verdade”  diz o artista que, muito empolgado com a recepção do trabalho, ainda relata certas curiosidades em meio a risadas e um pouco de espanto: “Teve uma pessoa que me pediu para ver as minhas mãos. Eu disse a ela que ali havia apenas dez dedos e só” .


Tive o imenso prazer de fazer o registro fotográfico desse momento tão especial para a arte catarinense. Momento que de alguma forma dialoga com os primórdios da arte, quando computadores nem sequer passavam pela cabeça dos homens.

Antonio Rossa

Obs.: “Aldeia” ficará no Shopping Itaguaçu até o dia 30 de abril, próximo a Praça de Alimentação.

Logos móveis

Posted in Novos projetos with tags , , , , , , on 15/04/2011 by transitoriamente

No próximo 20 de abril o website oficial Transitoriamente estará no ar.

Hoje, aqui no blog, você poderá conhecer a nossa nova logomarca e de quebra ainda verá a arte “Logos Móveis”, que é uma brincadeira com a nossa nova pupila.

Com vocês, LOGOS MÓVEIS !

Antonio Rossa

Responsabilidade de quem?

Posted in Curiosidades with tags , on 14/04/2011 by transitoriamente

O que você entende por responsabilidade e comprometimento?

Hoje quase todo mundo possui um cartão de crédito e um telefone celular, algo que gera em muitos uma sensação de poder e individualidade que até pouco tempo atrás apenas os adultos, vacinados e trabalhadores, possuiam.

Obviamente não colocarei a responsabilidade em aparelhos de telefone nem em cartões de crédito, porém é notório que a sociedade caminha para uma predominante individualização dos comportamentos, leia-se também “customização” ou “personalização”.

Quando estas “personalizações” ficam apenas no âmbito da cor de uma camiseta ou de um corte de cabelo, não me parece um grave problema. Temos aí uma pasteurização estética, e então seguimos.

O ponto é que estamos repassando para a relações humanas essa estranha ideia do individualismo, como se vivêssemos sozinhos, como se o dinheiro “dêsse do nada” em caixas eletrônicos e o nosso alimento brotasse do chão a esmo.

Quando uma sociedade passa a ser balizada predominantemente pelos produtos os quais esta consome, pode acreditar que estamos de alguma forma transformando em plástico corações que sangram, atribuindo às empresas e corporações muitas das responsabilidades que deveriam estar em nossas mãos.

A sociedade assim apenas ajuda as grandes marcas a dominaram cada vez mais o nosso íntimo psicológico. Entregamos de bandeja  nossos mais íntimos pensamentos (e desejos) em troca de um punhado de prazeres já obsoletos e banhados em gordura trans.

Vale lembrar que o nosso Brasil ainda é uma espécie de “quintal” do primeiro mundo, isto é, ainda somos consumidores de produtos de segunda linha que lá fora já estão fora de moda.

Soy contra los prazeres? Claro que não!

Apenas reconheço o fedor da boca do lixo.

Ah! Comecei este texto falando em responsabilidade e comprometimento. Eu sei, reconheço que se trata de um assunto quase fora de moda, mas não custa você olhar para o lado e de alguma forma tentar entender o que de fato significam essas duas preciosas palavras.

Isso pode fazer a diferença em sua vida.

Antonio Rossa

Entre olhares

Posted in fotografia with tags , on 13/04/2011 by transitoriamente

No último dia 22 de março estive no TAC (Florianópolis) captando imagens para o documentário “Sonicidades”.

Trata-se de um documentário sobre a sonoridade da cidade de Florianópolis dirigido por Daniel Marés e Tatiana Lee. Assim que eu tiver maiores informações e datas postarei aqui.

O que quero realmente dizer é que estive lá para filmar o show do violonista Felipe Coelho e o seu grupo Catavento, e enquanto rolavam as filmagens aproveitei para fazer algumas fotos.  Duas delas muito me agradaram e então eu aproveito este espaço para compartilhá-las com vocês.

Entre olhares.

Antonio Rossa

Músico independente desponta na grande mídia

Posted in musica with tags , , , on 11/04/2011 by transitoriamente

Para quem acompanha o blog Transitoriamente sabe da minha declarada admiração pelo trabalho da banda sorocabana Fast Food Brazil (ler post 1 e ler post 2).

Mais recentemente o cantor, compositor e multi-instrumentista Hugo Rafael, o frontman da FFB, pisou com muita classe no palco do Programa Raul Gil (SBT).

Ponto positivo para esse formato de programa que ainda é uma das melhores ferramentas para o público conhecer novos talentos.

O talento não é uma simples invenção, ele se coloca, se mostra, pois de fato é.

Aqui você pode conferir uma das duas participações (até agora) do músico no Raul Gil, e também um comercial da i9 (Coca Cola) que conta com a voz brilhante de Hugo.

É gratificante ver um artista independente ganhando seu espaço na mídia nacional.

Espero que Hugo mantenha a sua grande veia de compositor, capaz de criar belíssimas pérolas.

Antonio Rossa

OUÇA

Ouça Fast Food Brazil (clique aqui)

Ouça o trabalho solo de Hugo Rafael (clique aqui)

Uma “Aldeia” no shopping

Posted in Livre Comunicação with tags , , , , on 07/04/2011 by transitoriamente

Na mitologia grega Epitemeu foi incumbido de criar os homens, porém os fez do barro, imperfeitos e sem vida.

No livro bíblico do Gênesis é narrada a criação de Adão, também a partir do barro. O resto, até mesmo a ideia da maçã mordida, até hoje é vendido por aí em igrejas, computadores e lojas de departamentos.

O artista plástico (e diretor de arte publicitária) Leandro Chaves de certa forma faz a sua própria antropogênese, quando de suas mãos nascem traços e formas tão particulares quanto social e psicologicamente instigantes.

Baseado no estilo de vida dos pescadores da Guarda do Embaú (SC), onde mantêm seu ateliê, a exposição “Aldeia” estará no Shopping Itaguaçu (Florianópolis) entre os dias 18 e 30 de abril.

Será um exposição com 8 peças de cerâmica que segundo Chaves:

…nos leva a um universo criado para expressar a vida em comunidade, onde todos convivem com suas diferenças, seus medos, suas crenças, suas obrigações, etc. Tudo com muita harmonia e uma forte ligação com a natureza”.

Creia, e veja.

Antonio Rossa