Leandro Chaves e sua “Aldeia”

Ainda existe arte longe dos computadores, em alguma aldeia por aí.

“Aldeia” é o nome da primeira exposição do artista plástico catarinense e premiado diretor de arte publicitária Leandro Chaves.

No último 18 de abril Lelê, como é conhecido, lançou sua exposição no Shopping Itaguaçu, em Florianópolis.

As oito esculturas em cerâmica, que compõem a exposição, mostram um diálogo social e antropológico do artista com o estilo de vida e suas percepções em relação à Guarda do Embaú, no litoral catarinense, onde também mantém seu ateliê.

Nesse momento nota-se certos fundamentos pelos quais a verdadeira arte se impõem diante da onipresente indústria cultural.

Em tempos de arte “bem feitinha”, Lelê desafia a estética previsível, as facilidades tecnológicas e nos oferece uma nova visão até mesmo sobre a relação do homem com a ideia da escultura.

“Trabalhei durante 4 anos até o momento em que os personagens tomaram forma. Não havia data, prazo, nem pressão. Foi algo completamente diferente da minha realidade dentro de uma agência de publicidade”, relata Lelê.

Os personagens da “Aldeia” instigam por suas originalidades, por suas estéticas e dimensões, mas principalmente por sua “dose de humanidade”. Sim, as esculturas parecem ser dotadas de vida própria, e suas expressões são um convite a uma observação mais cuidadosa.

“Essa minha arte é uma forma de eu estar mais perto de mim, da minha terra e da minha verdade”  diz o artista que, muito empolgado com a recepção do trabalho, ainda relata certas curiosidades em meio a risadas e um pouco de espanto: “Teve uma pessoa que me pediu para ver as minhas mãos. Eu disse a ela que ali havia apenas dez dedos e só” .


Tive o imenso prazer de fazer o registro fotográfico desse momento tão especial para a arte catarinense. Momento que de alguma forma dialoga com os primórdios da arte, quando computadores nem sequer passavam pela cabeça dos homens.

Antonio Rossa

Obs.: “Aldeia” ficará no Shopping Itaguaçu até o dia 30 de abril, próximo a Praça de Alimentação.

2 Responses to “Leandro Chaves e sua “Aldeia””

  1. […] Na época escrevi um post sobre. Leia aqui. […]

  2. Feliz de ter passado pela exposição e também fotografado o trabalho do Lelê.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: