Archive for usa

NY

Posted in fotografia with tags , , , , on 17/06/2010 by transitoriamente

 

A fotografia é uma espécie de espiã do passado no futuro. É o ontem do depois de amanhã.

Um bom registro fotográfico é tão sutil quanto a dificuldade de se obtê-lo.

Não adianta sair por aí disparando cliques compulsivamente, isto é, não necessariamente será o suficiente para se encontrar “a sua fotografia”.

Como fotógrafo, a busca pela “minha fotografia” somada ao simples prazer de registrar um tempo já me deixam pleno de motivação. Nenhuma certeza a não ser a busca e a contemplação.

A possibilidade da “sua foto” está aberta para todos aqueles que empunham uma máquina e desafiam as auto-imposições, pessoas que não possuem medo de suas próprias teimosias. É também um ótimo exercício de auto-conhecimento.  

Essas fotos do post de hoje estão neste link (clique aqui) e mostram uma Nova Iorque do início do século passado. Um deleite para os amantes da fotografia, da arquitetura e do tempo.

Então, deleite-se.

Um abraço, Antonio Rossa

Snopp Nelson ou Willie Dogg?

Posted in musica with tags , , , , on 19/11/2008 by transitoriamente

snoop_dogg

 

Confesso que eu ainda não conhecia esse videoclipe, nem ao menos a canção.

 

Trata-se de uma divertida parceria entre o rapper Snoop Dogg e o lendário ídolo country norte-americano Willie Nelson.willie-nelson

 

Para quem pensa que Snopp apenas cantou “My Medicine”, os créditos da canção são atribuídos a ele, Willie e Brad Paisley, outro ídolo do country.

A música é dedicada a Johnny Cash, a quem Snopp chama de “um gangster americano de verdade”, como informou o site da Gazeta do Povo, de junho deste ano.

A arte tem dessas coisas, misturas inusitadas que geram resultados improváveis. Genial!

Divirta-se!

 

Antonio Rossa

 

 

 

 

 

Obama: o fim da velha forma de pensar?

Posted in Uncategorized with tags , , , , , on 10/11/2008 by transitoriamente

obama-site

 

Um dos grandes méritos do partido democrata norte-americano, que ajudou Barack Obama a alcançar a vitória nas eleições presidenciais dos EUA, foi ter usado as novas mídias com muita inteligência.

 

Websites, blogs, Youtube, Flickr, vídeos no celular, foram algumas das ferramentas utilizadas por Barack Obama a fim de colocar suas idéias e propostas mais próximas da população. Uma criança de 5 anos pensaria nisso, não? Bush e os Republicanos provavelmente não pareciam dispostos, pelo menos não tão explícitos!

 

Outro ponto muito interessante foi a drástica mudança em relação à conservadora pompa da grande maioria dos candidatos a presidência ao redor do mundo, isto é, Obama fez questão de controlar parte do material que a mídia global recebe, mostrando-se um candidato “simples”, no conforto do seu lar, por exemplo.

 

 

O Governo Brasileiro também tem um site http://www.brasil.gov.br/, você sabia? Não é um site tão atrativo como o de Obama, mas contêm informações interessantes. O site é divulgado? Eu não lembro de ter visto algo.

 

Voltando aos EUA, não dá para negar que os últimos 10 anos foram predominantemente dominados pela arrogância, a prepotência e o medo incutido na cabeça da população mundial, em grande parte advindas do desastroso governo Bush.

 

Foto tirada do Flickr de Obama.

Foto tirada do Flickr de Obama.

 

Vivemos um mundo da velocidade, da brutalidade e da impaciência. Todos querem tudo, a todo custo, a todo hora. Todos querem o que nem sempre precisam e facilmente se esquecem do fundamental.

 

A família tornou-se uma estratégia de consumo, as crianças vítimas de uma indústria poderosa e dominadora, as amizades parecem se moldar diretamente aos interesses, e assim o acaso vai perdendo espaço para a frieza da lógica.

 

Inevitavelmente uma crise vem se expandindo, mostrando suas afiadas garras contra até mesmo aqueles que se julgavam maiores, sobre-humanos, super-heróis. Wall Street, por exemplo, vem acumulando uma enxurrada de demissões.  

 

Como é que aquele gênio vai suportar o pé na bunda? E mais, por que aquele gênio não percebeu os efeitos nocivos do crédito fácil? Talvez meramente devido ao fato deste sujeito mal conhecer o resto do mundo, suas capacidades produtivas, suas cadeias reais de inovação e desenvolvimento.

 

É provável que este sujeito tenha feito muito pouca coisa além de ler e analisar números. É um fato e eu acredito, os números não mentem, mas as pessoas sim.

 

Espero que Obama aflore verdadeiramente como um novo líder mundial, não pelo seu poderio militar, mas sim pelo seu exército de paz. Não teremos um novo Messias, somente alguém que fará o que muitos já sabem que precisa ser feito, e há muito tempo.

 

Agora resta saber, e quando a superexposição virar-se contra?

 

Um abraço, Antonio Rossa 

 

Barack Obama: O melhor ou o menos pior?

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , on 30/10/2008 by transitoriamente

 

É aparentemente lógico perceber que depois de uma série de burradas históricas e de uma mancha que muito provavelmente ficará para os anais dos crimes políticos, Mr. George W. Bush parece não ter a mínima chance de ajudar o seu candidato Mccain a conter o furacão chamado Barack Obama.

 

Caso as pesquisas não cometam os mesmos erros crassos ocorridos em diversos locais aqui no Brasil, Obama será o vencedor do pleito norte-americano que se aproxima.

 

Com uma campanha quase perfeita (eu não estou falando apenas dos 7 milhões de dólares gastos num único comercial) um discurso leve e cativante que verdadeiramente convence até os mais atentos, não é tarefa fácil tentar apontar o dedo contra algum deslize ou dissimulação invisível do candidato democrata.

 

Não que isso não assuste, pelo contrário, atrás de toda bondade pode se esconder um lobo faminto.

 

Além disso, não é de se ver com bons olhos, pelo menos na democracia, uma cidade, estado ou país sem outras opções aceitáveis de candidatos. Só há maçãs podres ou as boas já foram colhidas? Obama é bom, ou a maioria é ruim? De qualquer maneira candidato único é quase sempre péssimo.

 

A questão é que os Estados Unidos, hoje, não possuem outra opção a não ser Obama, e isso pode ser perigoso.

 

De qualquer forma vale ressaltar a brilhante campanha dos democratas, que usaram as mídias, da clássica TV à atual interatividade da internet a nível global, com um apelo jovem e dinâmico, de maneira convincente e com alta qualidade.  Diversos artistas de peso abriram o voto e estão apoiando o democrata.  Dê uma olhada na página de Obama no youtube (clique aqui).

 

Temos agora, aqui no Brasil, a necessidade de rever e discutir alguma regulamentação para o uso da internet com fins políticos. Mais do que simplesmente proibir, faz-se necessário discutir com a sociedade os caminhos dessa utilização.

 

Quando se proíbe, de alguma forma se está escondendo algo de alguém, nesse caso, de milhões de pessoas. A melhor atitude ainda é ter regras claras, inteligentes e que valham para todos. 

 

O mundo vai mudar? Se depender de mim, sim!

 

Um abraço, Antonio Rossa

Cassim & Barbária escalados para o South by Southwest 2009

Posted in musica with tags , , , , , on 24/10/2008 by transitoriamente

 

Temos uma excelente notícia para o meio independente de música catarinense. Mr. Weiss, do Mundo 47, anunciou:

Boa notícia para o mundo do independente catarinense e nacional. Cassim & Barbária, banda formada pelo bad folk Cassiano Fagundes e os catarinenses Eduardo Xuxu, Márcio Leonardo (ex-Pipodélicos) e Marcio (batera dos Ambervisions), foram escalados para edição 2009 do famoso e cultuado festival americano, realizado em Austin, Texas, o festival South By Southwest. O evento que deixa a cidade de Austin extremamente musical (que já é, sempre foi), traz bandas do mundo inteiro, feira de música e grandes atrações. Do Brasil já temos a confirmação de Mundo Livre, Superguidis, Pato Fu e em breve outras bandas do independente nacional.

Aproveite e acesse o site oficial do festival clicando aqui

 

 

Bom som, boa viagem e um abraço, Antonio Rossa

Red Hot Chili Peppers anuncia pausa!

Posted in musica with tags , , , , , , , on 02/10/2008 by transitoriamente

 

 

Diversas fontes mundiais anunciaram que o quarteto norte-americano Red Hot Chili Peppers sairá de férias por pelo menos 2 anos.

 

Flea, o genial baixista dos Peppers, decidiu estudar música na Universidade do Sul da Califórnia. O paradeiro dos outros integrantes ainda não é sabido, mas a gente espera que depois dessa pausa eles voltem com todo o gás e com belas canções.

 

Ah! Mais algum disco solo do Frusciante não seria má idéia.

 

Um abraço, Antonio Rossa

Canja Rave – Turnê EUA 2008: Diário de viagem.

Posted in musica with tags , , , , , , , , on 06/08/2008 by transitoriamente
Em frente ao Lager House - Detroit - Onde o The White Stripes começou.

Lager House - Detroit - Onde o The White Stripes começou.

Uma das bandas mais bacanas do cenário “independente” nacional, a Canja Rave, realizou a sua primeira turnê internacional. A dupla Paula Nozzari e Chris Kochenborger aterrisou na terra do Tio Sam levando o seu som simples e pesado para novos e sedentos ouvintes.

 

Pra quem pensa que os shows foram apenas para brasileiros despatriados, ledo engano! A Canja fez o público norte-americano pular ao som do “Brazilian Rock”.  

 

Abaixo segue um relato dessa turnê especial da Canja Rave, escrito pela própria banda:

 

Após seis meses de um árduo trabalho na internet, finalmente conseguimos viabilizar a primeira turnê internacional. Acabamos conhecendo mais de 20 cidades e fizemos um total de 13 shows de costa à costa dos Estados Unidos.

 

Dividimos o palco com outros duos, bandas de variados estilos e diferentes formações. A nossa sonoridade crua e pesada foi muito bem aceita pelo público americano e a volta para os Estados Unidos, para uma segunda turnê, provavelmente será bem antes do que nós imaginávamos.

 

A turnê começou dia 2 de julho de 2008 em New York, no The Annex contando com presenças ilustres como a de Tonho Crocco da banda Ultramen. Fomos por terra até Chicago. A primeira parada foi dia 04 para tocarmos em Yongstown, Ohio, no Cedars Lounge no mesmo palco que o Ramones já tocou.

 

Dia 5 foi a vez de pegar a “vibe” da cidade do motor, Detroit –  a cidade do rock!! Foi um show incrível, talvez o mais barulhento da turnê e o mais inspirado também. Talvez pela forte identificação com a cidade.

 

Dia 6, em Southgate, cidade satélite na “Grande Detroit”. Dia 7, a Canja Rave tocou na capital do estado do Michigan, em Lansing, no Macs Bar (também cenários de muitos shows importantes).

 

Dia 8 foi o dia de recarregar as baterias e passear em Paw Paw na região do Lago Michigan.

 

Dia 9, com todo o gás, show em Chicago, no Ronnys Bar. Cidade incrível, também do rock, público eufórico, muitos cd`s vendidos!

Metrô em Chicago.

Metrô em Chicago.

 

 

Dia 10, agora de avião, chegamos em San Francisco, Califórnia. Primeiro show em Oakland, no Stork Club, palco também batizado por muitos, como o Green Day, por exemplo. Dia 11, Davis, tocamos no bar mais importante da cidade, G Street Pub.

 

Dia 12, tocamos no lugar mais exótico da viagem, na região de Mendocino, em Caspar. O bar tinha 50 anos, mas o prédio mais de 100… Jonh Lee Hoocker e The Byrds também já passaram por lá.

 

Dia 13 foi a vez de Santa Rosa, ainda na Califórnia, na The Last Record Store, uma loja de discos excelente, público de todas as idades, único show que havia várias crianças.

 

Dia 14, show em Sacramento, a capital da Califórnia, o show foi no bar da cidade, o Club Pow. O dia mais quente de todos e o único que, além de muitos americanos, contou com um significativo número de brasileiros.

Show em Sacramento.

Show em Sacramento.

 

 

Dia 15, o último show, em San Francisco. Cidade muito bonita, pessoas modernas e descoladas!!

 

Dia 17 de julho, seguimos de volta para o Brasil dando início a turnê nacional, fazendo o lançamento do CD “Da Canja à Rave” nas principais capitais do país.

 

Beijos e abraços, Paula e Chris.